Controle financeiro para empresas em 2020. O guia completo.

Planilhafluxodecaixa - Controle financeiro para empresas

Manter uma empresa ativa não é fácil, mas pode ser mais simples com o controle financeiro.

Principalmente para nós brasileiros.

Você também pode gostar de:

Fluxo de caixa para empresas! O que é e como fazer.

A constante luta com os preços, fornecedores e impostos fazem dos empreendedores verdadeiros guerreiros, excepcionalmente se você consegue prosperar!

Afinal, para vencer aqui, não basta só saber vender…

  • Não adianta ter o melhor produto se você não é visto.
  • Nem os melhores preços, se ninguém compra de você.
  • Muito menos vender muito, se a sua margem de lucro é quase inexistente.

Empreender exige um conjunto de habilidades de todo empreendedor. Venda + técnica + retenção + escala + administração.

O maior erro do empreendedor brasileiro

A grande maioria acredita que sempre existe algo a mais, afinal, como o Sr. Carlos conseguiu abrir mais 3 lojas no meio dessa crise?!

“Ou foi sorte ou ele está metido com algo errado”

Esse tipo de pensamento é muito comum, mas completamente errado.

É claro, ninguém e eu repito ninguém está fora do fator de “sorte” de uma empreitada, entretanto, é errado julgar ou dizer que TODO o esforço de alguém é pura sorte.

Aliás, tenho certeza que você já ouviu falar de alguém que ganhou algum tipo de fortuna (herança, loteria) e em alguns anos ficou sem nada, certo?!

É ai que mora o problema. Grande parte dos brasileiros não entende que o dinheiro é um ótimo servo mas um péssimo senhor.

Por quê o controle financeiro é tão importante?

O controle financeiro é algo que deve ser usado dentro de casa e principalmente na sua empresa.

Muitos acham que só devem se preocupar com a gestão de capital quando estiverem faturando alto, mas o caminho é inverso.

Se você não tem controle das suas receitas, despesas, CPV, CMV, lucro e folha de pagamento é bem provável que o seu negócio não dure mais 3 anos!

Mas calma, não precisa se descabelar. Pensando nisso nós criamos um artigo completo sobre controle financeiro. Perfeito não é verdade?!

Portanto, agora o que você deve fazer aproveitar esse guia fantástico que foi feito com muito carinho (e compartilhar com os amigos também).

Controle financeiro empresarial, o que você precisa saber!

Bom, assim como uma cidade, estado ou país, a sua empresa precisa de administração.

Ah, e antes que eu me esqueça, você não vai precisar fazer nenhum curso de administração ou algo parecido, com o conteúdo de hoje você já vai estar mais do que apto para administrar o financeiro da sua empresa.

É claro, isso é uma introdução do que é o controle financeiro e o que você deve fazer (quais ferramentas usar) para ter sucesso com a sua empresa.

Lembre-se: Se você já está em um estágio de faturamento avançado (isso é, mantendo um consistência de crescimento por um certo tempo) talvez seja mais interessante terceirizar o financeiro da sua empresa.

Principalmente se você é único responsável pela expansão (venda e captação de novos clientes). Foque no que você já faz de melhor e terceirize todo o resto!

Enfim, chega de papo, vamos agora para a parte prática!

Algumas métricas que você precisa conhecer

  • CAC: O custo de aquisição de clientes é definido quando você retira todos os outros custos que você tem para fazer a captação de um lead (CRM, plataformas, marketing e etc).
  • ROI: Retorno sobre o investimento é a avaliação de quanto % você recebeu do valor investido. Por exemplo se você investiu 1.000 reais em uma campanha de marketing e receber 10.000, você teve um ROI de 10 (geralmente o ROI é usado para os setores de RH e marketing).
  • TICKET MÉDIO: O ticket médio é o valor médio das suas vendas (entender qual é o seu ticket médio é perfeito para entender quais são os seus custos).
  • LTV: Talvez a métrica mais importante para o longo prazo! O LTV (life time value) é o resumo de qual a vida útil do cliente dentro da sua empresa (e quanto ele vai te entregar financeiramente falando no prazo que ele vai continuar investindo na sua empresa).
  • CPV: É o custo dos produtos vendidos! Ou seja, o CPV calcula todo o custo dos produtos (tudo o que a sua empresa produz) geralmente o CPV é usado somente por algumas industrias.
  • CMV: Já o CMV se resume ao custo das mercadorias vendidas. Aqui a diferença é entre os produtos e a mercadoria. O que é definido por produto é o que é produzido pelo própria empresa, já a mercadoria é o que é comprado de outros lugares com a intenção de revender.
  • Lucro bruto: O resultado final da subtração do custo fixo e do custo variável.
  • Lucro liquido: Contudo o lucro liquido já a subtração da receita total o os custos totais.
  • Custos fixos: Aqui são todos os custos mensais que você tem, que são fixos (aluguel, transporte, água e luz).
  • Custos variáveis: Aqui são os custos que mudam a cada mês (folha de pagamento, custos de produção e suprimentos).
  • MRR: Essa métrica funciona se a sua empresa tem alguns produtos ou serviços de recorrência mensal já que o MRR calcula a receita gerada em um mês com produtos de assinatura (ou serviços periódicos).

Depois de entender alguns conceitos básicos, você precisa construir a sua estrutura de revisão mensal.

O que você deve fazer

  • Anote tudo! De entradas e gastos até pagamento de serviços para terceiros. Se você não sabe qual a origem e destino do dinheiro da sua empresa provavelmente não irá prosperar (o que não é medido não pode ser melhorado).
  • Faça projeções mensais, semestrais e anuais! Você precisa saber para onde ir, se precisa de ajuda em criar as suas metas veja o nosso artigo sobre metas SMART e aprenda a criar metas matadoras.
  • Se pague primeiro! Esse talvez seja o mais importante! Viver com o capital alavancado é necessário no inicio, mas, depois de algum tempo, tocar sua empresa dessa maneira pode mais atrapalhar do que ajudar.
  • Use sempre o seu capital de giro. Ela é a verba necessária para investimentos (marketing, estrutura, novos processos de venda e etc).

Bom, e como organizar todas essas informações?

Agora você sabe quais informações você deve usar, entretanto, qual a melhor forma de organizar esses detalhes?!

Eu poderia te recomendar algumas plataformas pagas (CRM) ou aplicativos que fazem esse trabalho com uma assinatura mensal, contudo, o valor investido nesses sistemas pode ser usado para outras areas da sua empresa.

Principalmente se você é um microempreendedor.

Mas existe uma excelente solução grátis (que está presente na vida de quase todos os brasileiros).

Inegavelmente, o EXCEL é uma das ferramentas mais conhecidas e usadas no meio empresarial.

Mais conhecido como o programa das planilhas, ele cumpre todos os requisitos necessários, principalmente se você precisa se organizar!

Aliás, se você quer realmente ter o controle financeiro da sua empresa, sem se preocupar em pagar assinaturas aplicativos, deveria conhecer a nossa planilha de fluxo de caixa.

Eu não gosto de me gabar mais a nossa planilha é a mais completa da internet! E além disso, você conta com o nosso suporte caso precise!

Conheça mais sobre clicando aqui.

Open chat
1
Olá,
Podemos Ajudar?
Powered by